Acessibilidade ALT+0
X
ACESSIBILIDADE
Para navegação via teclado,
utilize a combinação de teclas
conforme o modelo abaixo:
ALT
+
[Letra Atalho]
Atalhos de navegaÁ„o:
Atalhos para contraste do site:
K
Cor Original
L
Com Contraste
Tamanho da fonte:
A +
A -
A

Bot„o de pesquisa


Coronavac (Sinovac/Butantan): a primeira liberada e aplicada no país


Fabricante: Foi desenvolvida pela chinesa Sinovac. No meio do ano passado, o Instituto Butantan se tornou parceiro dessa empresa para testar e fabricar a f√≥rmula no Brasil. 


Como funciona: √Č uma vacina de v√≠rus vivo inativado. Os cientistas cultivam o Sars-CoV-2 em laborat√≥rio e depois o tratam com uma subst√Ęncia que torna o agente incapaz de fazer suas c√≥pias. A tecnologia √© tradicional e utilizada h√° d√©cadas. O exemplo mais famoso √© o da vacina contra a gripe, feita da mesma maneira e inoculada em cerca de 70 milh√Ķes de brasileiros anualmente. 


Efic√°cia: O estudo que justificou a libera√ß√£o do imunizante no nosso pa√≠s demonstrou efic√°cia de 50,7% em prevenir infec√ß√Ķes sintom√°ticas. Na vida real, tem se mostrado altamente protetora contra casos graves e mortes. 


Rea√ß√Ķes adversas: Os mais comuns s√£o dor de cabe√ßa e dor no local da aplica√ß√£o. Febre, cansa√ßo, diarreia e n√°usea tamb√©m podem acontecer. Mais raramente, hematomas no local, diminui√ß√£o de apetite e e v√īmito foram descritos nos participantes de estudos. N√£o apareceram poss√≠veis efeitos colaterais mais graves at√© agora. 


Como deve ser tomada: Duas inje√ß√Ķes com intervalo de duas a quatro semanas. 



Comirnaty: a vacina da Pfizer


Fabricante: Pfizer e BioNTech. Essa segunda empresa, oriunda da Alemanha e at√© ent√£o pouco conhecida, √© a que desenvolveu a tecnologia por tr√°s da f√≥rmula. 


Como funciona: √Č uma vacina de RNA mensageiro. Ela usa o pr√≥prio corpo para fabricar o ant√≠geno (a parte do v√≠rus que √© apresentada ao sistema imune pelas vacinas). 


Efic√°cia: Demonstrou 95% de efic√°cia em prevenir casos confirmados de Covid-19. 


Rea√ß√Ķes adversas: As mais relatadas s√£o dor e incha√ßo no local da inje√ß√£o, cansa√ßo, dor de cabe√ßa e nas articula√ß√Ķes, febre, calafrios e diarreia. Menos de 1% dos volunt√°rios das pesquisas tiveram sinais de hipersensibilidade, como erup√ß√Ķes e coceiras na pele e incha√ßo dos g√Ęnglios linf√°ticos. 


Como deve ser tomada: Duas doses com intervalo maior ou igual a 21 dias. 



Covishield (AstraZeneca/Oxford): 


Produzida na Universidade de Oxford, que se aliou √† farmac√™utica anglo-sueca AstraZeneca para escalonar a produ√ß√£o do imunizante. Ano passado, a Funda√ß√£o Oswaldo Cruz (Fiocruz) firmou acordo para envasar as doses no Brasil 


Como funciona: Por meio de um vetor viral. No laboratório, cientistas modificam geneticamente um adenovírus que infecta chimpanzés, para que ele contenha em sua estrutura uma parte do coronavírus.


Efic√°cia: Cerca de 70% nos estudos que levaram √† aprova√ß√£o, variando entre 62 e 90%. Dados de vida real rec√©m-divulgados pelo governo brit√Ęnico apontam para 90% de prote√ß√£o ap√≥s as duas doses. 


Rea√ß√Ķes adversas: As mais comuns s√£o dor, calor, coceira e hematomas no local da picada. Febre, dor no corpo, mal-estar e cansa√ßo surgem em at√© 20% dos imunizados com a f√≥rmula. √Č uma indisposi√ß√£o leve e transit√≥ria, que traz desconforto, mas se resolve espontaneamente em cerca de 48 horas. 


Como deve ser tomada: Duas doses, com intervalo entre quatro e 12 semanas. Por causa da quest√£o dos co√°gulos, gestantes que tomaram a primeira dose devem aguardar o fim da gravidez para completar o esquema.